coisas da vida

Aqueles dias…

       Existem dias que se o mundo explodisse, sem dúvida, tinha sido nós os culpados de tão irritados e estressados que estávamos. E eu (Maria Clara) posso dizer que sou uma bomba relógio, pois me irrito com facilidade, isso é péssimo para minha saúde.

      O ano passado foi muito tenso, inclusive para mim, teve uma hora que pensei que minha vida pessoal e acadêmica estavam indo de mal a pior, só tinha vontade de jogar tudo para o ar. Mas no fim, tudo se arrumou e quando olhei para atrás percebi que certos estresses valeram a pena e outros foram totalmente desnecessários.

       Acho interessante falar isso aqui, pois sei que muitas pessoas sofrem disso e além do mais, não basta ser estressado, irritado, chateado… Ainda existe a tal da ansiedade, que piora tudo. Porém, tenho algumas dicas para se acalmar nesses momentos.

  1. Quando estou muito estressada, minha mãe sempre manda parar tudo o que estou fazendo e ir tomar um banho ou respirar um ar puro para se acalmar. (Conselho de mãe é aviso de Deus)
  2. Escutar música também me ajuda a relaxar.
  3. Mas, ver vídeo de ASMR ( já fiz um post explicando o que é) é o que mais gosto de fazer nesses momentos conturbados.

Relaxar é difícil em certos momentos, mas vamos tentar ficar mais tranquilos 🙂

Espero que tenham gostado, vamos ficar mais na tranquilidade, vou tentar junto com vocês.

Anúncios
Beleza

O corpo é seu!

Vivemos em uma sociedade de padrões e temos que nos encaixar neles, mas somos todos diferentes no corpo, personalidade e jeito de pensar. Se por natureza somos diferentes por que temos que seguir o mesmo modelo?  Sou abaixo do peso desde criança, porém o que mais preocupava as pessoas ao meu redor não era minha saúde em si, mas minha estética.

O que você ver quando se olha no espelho? Mas antes tenha a noção de que a beleza é muito relativa e estar ou não, longe dos padrões não fazem você melhor ou inferior do que ninguém. Porém, quando alguma coisa realmente lhe incomoda por que não mudar?

Para isso, você tem que ter certeza se é algo que não lhe faz bem ou algo que as pessoas ao seu redor  estão lhe influenciando para pensar assim. E se fosse ao contrário, se o padrão de beleza fosse o seu corpo, você ainda ia querer mudar? Se a resposta for não, acho que alguém está sendo influenciada (o), mas se ela for sim, então mude amiga (o)!

 

A questão aqui é amor próprio, aprender a se amar e parar de escutar os outros, ninguém é perfeito e nunca vai ser! Mas, mesmo que você se ame e tenha consciência de tudo, mudar algo que não lhe agrada não vai ser nenhum pecado, mas somente mude para agradar você e não as outras pessoas!

Espero que tenham gostado desses posts mais pessoais, beijos até mais!

De Clara

coisas da vida

A atitude pode vir de você, sim!

Nunca fui à menina mais popular, bonita ou que todos os garotos me quisessem, pelo contrário era um patinho feio, como acredito que seja a história da maioria das pessoas. Quando algum garoto se aproximava de mim achava que era para me zoar, pois a insegurança sempre foi a minha maior inimiga, mas também sabia ter atitude quando gostava de alguém.

Fui uma das últimas do meu grupinho a beijar, sempre defendia e defendo a frase “Não fique com qualquer um”, não vá na cabeça das suas amigas (os), pois sempre tem uma fase que eles começam a lhe cobrar coisas que talvez você ainda não esteja preparado, só faça as coisas quando você achar que estiver pronto.

Com esse pensamento demorei muito a ter algum  relacionamento, mas quando encontrava uma pessoa que fizesse o meu estilo já começava a gostar, gostava tanto que na maioria das vezes era eu que tomava atitude, e na maioria das vezes a resposta era um NÃO hahaha. Claro que ficava triste – principalmente quando você é adolescente e quer ser notado pelo mundo – mas depois tinha que superar, ninguém ia ficar “roendo” para sempre.

E ai vem à questão, me arrependo de ser a pessoa que tem atitude primeiro? Nunca! Se fosse tão ruim levar um fora eu não tentava tanto, e é como dizem, uma hora a gente acerta o alvo. Você não vai morrer se falar o que sente, também não é vergonhoso compartilhar seus sentimentos! Sentir é lindo, sentir frio na barriga quando encontra aquela pessoa é maravilhoso.

Quando você diz o que sente você acaba com a maldita dúvida “Ele (a) gosta de mim ou não?”. Se o sentimento for recíproco, olha que maravilha! Se não, pelo menos tentou, foi sincero com ele (a) e principalmente com você, a partir daquele “não” vai começar a notar que existe mais possibilidades do que imaginava para ser feliz, quem disse que  estar solteiro é ruim?!

Então tenha atitude, nunca espere pelo o outro, a época de que só o homem pode ter a iniciativa já passou, você não vai ser oferecida só por dizer o que sente, pelo contrário vai ser corajosa, independente e com personalidade.

Espero que tenha deixado o recado claro, até mais!

Beijos da Clara

#DJF

Mais um período…

E chegamos no quarto período do curso de Jornalismo! O que tenho a dizer sobre esse percurso? Tem que ter paciência, nada é perfeito e em universidade pública muito menos, os recursos são limitados, alguns professores deixam a desejar entre outras coisas. Mas, para quem realmente quer essa profissão esses são os primeiros de vários obstáculos para se enfrentar.

As minhas aulas já retornaram, mas minha bolsa só começa em fevereiro, estou aproveitando esse tempo para me organizar, pois depois fica tudo corrido, apesar que esse período está mais leve do que o anterior. Então, estou mais animada!

Nesse quarto (4° período) as disciplinas que irei pagar são Estudos Culturais em Comunicação, Oficina de Jornalismo Impresso, Relações Étnico – raciais e Roteiro. Tive contato apenas com a última disciplina ainda, ela pretende ser bastante produtiva e divertida, porém é a Oficina de Jornalismo Impresso é que estou mais animada, pois vamos aprender na prática como produzir o jornal.

Esse post foi mais informativo mesmo, até o próximo beijos!

Livros

O orfanato da srta. Peregrine para Crianças Peculiares – Ransom Riggs

dscn2978

Oi gente, hoje irei comentar o primeiro livro da série “O lar das crianças peculiares”, estava muito animada em compartilhar os meus sentimentos por ele com vocês. Então, não vamos mais perder tempo!

Sinopse:

Tudo está à espera para ser descoberto em O orfanato da srta. Peregrine para crianças peculiares, um romance inesquecível que mistura ficção e fotografia numa experiência de leitura emocionante. Nossa história começa com uma horrível tragédia familiar que lança Jacob, um rapaz de 16 anos, numa jornada até uma ilha remota na costa do País de Gales, onde descobre as ruínas do orfanato da srta. Peregrine para crianças peculiares.

Enquanto Jacob explora os quartos e corredores abandonados, fica claro que as crianças do orfanato são muito mais que simplesmente peculiares: elas podem ter sido perigosas e confinadas na ilha deserta por um motivo… E, de algum modo, por mais impossível que pareça, ainda podem estar vivas.

Uma fantasia arrepiante, ilustrada com assombrosas fotografias de época, O orfanato da srta. Peregrine para crianças peculiares vai deliciar jovens, adultos e qualquer um que goste de uma aventura sombria.

dscn2979

O que achei?

O livro me prendeu até o último momento, a cada parte de mistério e investigação tirava meu fôlego! Um dos livros mais bem escritos que já li, a ideia de misturar fotografia com o enrendo foi algo incrível, pois às vezes sentimos necessidade de visualizar aquela cena ou personagem com mais clareza e esse projeto propôs isso. Para quem gosta de um romance esse livro também vai ter, mas não vai ser nada clichê, pelo contrário é algo super interessante de acompanhar, pois queremos saber qual vai ser a atitude do personagem principal sobre mais uma situação estranha, já que até o romance é estranho. Então, fica aqui essa ótima indicação de leitura para vocês, não percam tempo e se entreguem a esse universo incrível que Ransom Riggs descobriu e nos apresentou!

Foi isso, espero que tenham gostados e uma ótima leitura!

Beijos da Clara

coisas da vida, Sem categoria

Fases das férias

Nós pedimos o ano todo que as férias cheguem, mas quando elas aparecem muitas vezes não sabemos aproveitá-las. No fim vivemos um ciclo que vocês vão conferir logo abaixo.

Fase 1- O desespero das férias que não chegam.

girl-1532745_960_720.jpg

Fase 2- Quando ela finalmente aparece e os preparativos para descansar, viajar,  e se divertir começam.

download

Fase 3- É quando se percebe que viajar é muito bom, mas dormir na sua cama também é.

download (1).jpg OU download.jpg

Fase 4- Quando o tédio bate na porta e você começa a pensar em fazer alguma coisa, fica até com um pouco de saudade ~só um pouco mesmo~ da escola/ faculdade/ trabalho.

bored-child

Fase 5- A última, quando elas acabam e no primeiro dia da rotina normal você já começa pensar nas próximas.

download (2).jpg

A realidade é que não nos contentamos com nada, e quando as férias se transformam em outro tipo de rotina começamos a nos cansar dela também, mas o que importa é aproveitar cada momento para voltar mais inspirado e com aprendizado!

Espero que tenham gostado, até o próximo post!

Beijos da Clara

Snapchat: mclarablima

Instagram: maria_clarablima

Twitter: @mclarabl1

 

 

Livros

A Sereia – Kiera Cass

Olá gente, hoje vou comentar sobre o livro A Sereia de Kiera Cass, um dos seus trabalhos mais conhecidos é a série A Seleção. Esse é o primeiro livro dessa autora que leio, por isso não tenho como comparar e nem dizer que o estilo dela é X ou Y. Então, vamos lá!

DSCN2976.JPG

A sinopse é a seguinte:

“Anos atrás, Kahlen foi salva de um naufrágio pela própria Água. Para pagar sua dívida, a garota se tornou uma sereia e, durante cem anos, precisará usar sua voz para atrair pessoas até o mar e afogá-las. Kahlen está decidida a cumprir sua sentença à risca, até que ela conhece Akinli. Lindo, carinhoso e gentil, o garoto é tudo com que Kahlen sempre sonhou. Apesar de não poderem conversar – pois sua voz de sereia é fatal -, logo surge uma conexão intensa entre os dois. É contra as regras se apaixonar por um humano, e se a Água descobrir, a sereia será obrigada a abandoná-lo para sempre. Mas pela primeira vez em muitos anos de obediência. Kahlen está determinada a seguir seu coração.”

Resenha

O livro vem contando uma nova versão sobre as sereias, a mitologia e o místico estão no contexto, porém o romance de contos de fada é o que mais o caracteriza. Não existe príncipe ou princesa, mas o clichê do amor verdadeiro, alma gêmea, sacrifício e amizade está lá como sempre. A personagem é uma moça que ao mesmo tempo que é forte acaba sendo submissa, sonha em se casar e viver feliz para sempre e quando encontra um garoto – que claro é perfeito – não pode ficar com ele por causa do seus mistérios.

Não sei se é por que não estou mais na fase do romance que senti falta da realidade no livro, mesmo utilizando o mito os personagens poderiam realmente se enquadrar na atualidade, fazer um romance mais moderno com discussões que realmente possam ajudar os jovens de hoje sobre problemas amorosos ou qualquer outro do tipo. Mas, não posso negar que a leitura foi boa e prazerosa, e que as pessoas que gostam desse gênero iam amar saber dessa nova opção de leitura.

Então foi isso, espero que tenham gostado, até o próximo post!

Beijos de Clara